Percussionistas falam em gratidão e luta ao Olodum nos 40 anos de bloco - Reconvale Noticias

Notícias de Última Hora

Percussionistas falam em gratidão e luta ao Olodum nos 40 anos de bloco



Antônio Carlos, agora com 29 anos, tinha 10 anos quando conheceu o Olodum. A sensação que o motivava a batucar nos tambores do bloco é a mesma que o inspira a celebrar os 40 anos do grupo.

                      

Ele é um dos 100 percussionistas que participam, nesta sexta-feira (21), do aniversário do bloco, durante o segundo dia de Carnaval em Salvador. Neste momento, eles se concentram no Circuito Batatinha, Pelourinho, para sair em direção ao Circuito Osmar, no Campo Grande.
"O tema que o Olodum traz neste Carnaval é muito importante, num momento que o mundo está com muito preconceito, falta de oportunidade, violência", apontou, enquanto se arrumava para a festa.
Neste Carnaval, o Olodum tem como tema "Mãe, Mulher, Maria, Olodum - Uma história das mulheres",

Quem também está na expectativa para a homenagem é Geraldo Marques, 30. Ele conta que, apesar dos 23 anos de experiência, o nervosismo persiste.

                      
"Sempre dá aquele frio na barriga. Fazer o melhor, uma emoção muito grande no ano que o Olodum completa 40 anos", diz.

Os dois têm em comum a gratidão pelo o que o bloco fez em suas vidas. "O Olodum é minha segunda família, pude conhecer muita cultura, rodei o mundo", conta.

"O Olodum é tudo pra mim. Aqui me criei, aprendi, me eduquei", completa Geraldo.

Nenhum comentário