ULTIMAS NOTICIAS

Neto é cúmplice de Bolsonaro pelo fechamento da Petrobrás na Bahia", rebate Robinson

O deputado estadual Robinson Almeida (PT) rebateu declaração do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), dada à imprensa quarta-feira (11/setembro), responsabilizando os governos do Partido dos Trabalhadores pelo encerramento das atividades da Petrobrás na Bahia. Para o petista, o presidente nacional do Democratas faz "diversionismo" e como principal aliado do governo Bolsonaro no estado mostra-se "cúmplice" da medida que, se concretizada, causará grave impacto econômico e social, tirando da Bahia pelo menos 19 mil empregos diretos.

"O prefeito de Salvador, ACM Neto, é cúmplice do presidente Bolsonaro na decisão de fechamento da operação da Petrobras na Bahia. Ao atribuir ao Partido dos Trabalhadores a culpa pelo ato da direção da Petrobras, ACM Neto tá fazendo diversionismo sobre o grave prejuízo para economia baiana. É muita cara de pau do prefeito transferir a sua responsabilidade para os outros", afirmou o petista, que no dia 23, às 9h, promove audiência pública e lança na Assembleia Legislativa a Frente Parlamentar em Defesa da Petrobrás na Bahia. "Ele é o principal defensor de Bolsonaro na Bahia e por que não tenta reverter essa decisão? Quem tá lutando pra defender a permanência da Petrobras na Bahia somos nós. Neto é omisso, é cúmplice", enfatizou Robinson.

Nenhum comentário