ULTIMAS NOTICIAS

Estudantes da Indonésia usam árvore nativa para curar câncer


Duas estudantes do ensino médio usaram uma planta medicinal, nativa da região da Indonésia, para desenvolver uma cura para o câncer. Os resultados foram tão animadores que elas conseguiram investimento do governo para prosseguirem com as pesquisas.
Semanas após a realização do estudo em rato com tumores cancerígenos, o câncer do animal desapareceu. Os resultados mostraram que a árvore Bajakah pode ser potencialmente cicatrizante nas lesões.

As meninas da Palangka State High School, em Kalimantan, apresentaram o experimento no World Invention Creativity (WICO) em Seul, na Coréia do Sul, no mês passado.


Anggina Rafitri e Aysa Aurealya Maharani ganharam medalha de ouro no evento e geraram uma nova esperança no mundo da medicina.

Investimento

O governador central de Kalimantan, Sugianto Sabran, recebeu as duas meninas no Palácio Isen Mulang na semana passada e deu apoio financeiro para as pesquisas das jovens.

Ele anunciou que pediu às agências responsáveis do país para que ajudem a patentear os direitos de propriedade intelectual.

“O que elas acharam foi extraordinário. Não é apenas necessário para o povo da região central de Kalimantan, mas também para a Indonésia e até para o mundo ”, disse o governador em um artigo traduzido pela agência de notícias local JawaPos .

Testes clínicos

As alunas vão agora em busca de fundos adicionais, de acordo com o Prof. Dr. Budi Wiweko, Diretor Adjunto da Instituição Indonésia de Pesquisa em Educação Médica (IMERI) e da Faculdade de Medicina na Universidade da Indonésia.

A universidade vai inserir as meninas no programa Indonésia de Inovação Tecnológica para Saúde, monitorado pelo Escritório de Transferência de Tecnologia (TTO).

O professor Dr. Aru Sudoyo, presidente da Fundação Indonésia do Câncer, disse que os ensaios clínicos em pacientes humanos são um processo muito longo e imprevisível, que utiliza medicamentos baseados em evidências.

Com informações do Nation e GNN

Nenhum comentário