“Não haverá privatização da Embasa em Brumado, estão querendo confundir a população com sofismas e até poesia”, afirma prefeito - Reconvale Noticias

ULTIMAS POSTAGENS

“Não haverá privatização da Embasa em Brumado, estão querendo confundir a população com sofismas e até poesia”, afirma prefeito


Confira abaixo o vídeo: 

O prefeito Eduardo Vasconcelos prestou os esclarecimentos do posicionamento da administração municipal em relação à Embasa (Foto: 97NEWS)
Devido ao impasse que se estabeleceu e se intensificou nos últimos dias entre o município de Brumado e a Embasa referente à renovação do contrato de concessão dos serviços de água e esgoto, inclusive tendo ido para o solo da política, devido à realização. nesta semana, de uma audiência pública, onde várias lideranças promoveram discursos mais acalorados em defesa da empresa, a sociedade brumadense acabou ficando confusa sobre o futuro do abastecimento em Brumado. Vale ressaltar que a insatisfação com a empresa é grande, o que pode ser comprovado em uma breve consulta à mídia regional sobre esse tema. Buscando esclarecer o posicionamento da administração municipal, o prefeito Eduardo Vasconcelos (PSB), divulgou um vídeo na manhã deste sábado (19), no qual ele foi enfático ao afirmar que “primeiramente estão querendo confundir o povo de Brumado, pois, em momento algum, se falou em privatizar a Embasa, que, inclusive é uma empresa de economia mista, mas sim em validar em sua integralidade o contrato de concessão, onde reza que a empresa detentora tem que ser responsável pela capitação, tratamento e distribuição de água, como também, consequentemente, promover o serviço de recolhimento das águas usadas, ou seja, dos afluentes líquidos, que nada mais é do que o tão sonhado esgotamento sanitário, o qual, até hoje vem sendo feito pelas administrações municipais”. Dando continuidade à sua narrativa, o chefe do executivo brumadense explanou que “então vamos fazer uma rápida retrospectiva. A primeira concessão foi feita no ano de 1971 e, ao longo desses quase 50 anos, a Embasa ficou com a parte lucrativa, o filé, que foi vender água para a população; mas os ossos, que é o esgotamento sanitário, a parte mais onerosa, mas também de tanta relevância para a vida humana, ela não fez, deixando para o município fazer. Nesse tempo várias tentativas foram feitas, especialmente a partir de 2005, mas nenhuma logrou êxito”.
A ampliação da Barragem de Cristalândia também está inclusa no projeto de renovação da concessão (Foto: Wikipédia)
Vasconcelos ainda fez questão de declarar que “como o quadro estava sendo carregado com as tintas das incertezas, sabedores que a concessão iria vencer em 2017, oficiamos a Embasa comunicando que o município não tinha mais interesse em manter o contrato daquela forma, pois os serviços estavam deficitários, o que facilmente é comprovado pela nossa população” e subindo o tom disparou que “então, porque só agora, que a concessão não foi renovada que vem a empresa realizar uma audiência pública para avisar a população que vai realizar o esgotamento da cidade. Isso é muito estranho, soa a sofismas com estrofes poéticas, as quais o povo de Brumado já identificou”. Ele ainda destacou que “quero deixar bem claro que não é privatização, mas sim a renovação da concessão por meio de uma licitação pública, que envolve além da construção do sistema de esgotamento, a elevação da crista da Barragem de Cristalândia. O contrato estabelece o devido escalonamento dos serviços e, caso a empresa vencedora não cumpra, ela perderá imediatamente os direitos da concessão”. E finalizou de forma taxativa ao pontuar que “é importante que a Embasa participe da licitação, mas, agora, não podemos deixar de lamentar que um tema tão importante para o povo de Brumado tenha se tornado um palanque político, com declarações tão desapegadas da verdade. Continuo sim defendendo que água é, e sempre continuará sendo vida. A nossa população não quer defensores da Embasa, que não vem cumprindo o seu papel social, mas que se defenda o que é certo, que defenda os interesses do município que está acima de todos nós”. 
                      Fonte : www.97news.com.br

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário