Ultimas Noticias

Pastor Edimar é solto mais uma vez

PASTOR EDIMAR É NOVAMENTE SOLTO POR LIMINAR EM HABEAS CORPUS.



Em mais um capítulo do célebre “Caso dos Pastores”, de Vitória da Conquista, nesta quinta-feira, 12 de julho, o Pastor Edimar da Silva Brito foi novamente solto por determinação do Desembargador Nilson Castelo Branco, da Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia, em Salvador, que deferiu pedido de liminar em Habeas Corpus e determinou novamente a sua soltura.

O Pastor Edimar da Silva Brito, no final do mês de junho, apresentou-se na cidade de Itabuna em cumprimento a decisão do Juiz de Direito Reno Viana Soares, da Vara do Júri e Execuções Penais de Vitória da Conquista – Bahia, que decretou novamente a sua prisão preventiva e também a do Pastor Fabio de Jesus Santos e do Vigilante Adriano Silva dos Santos, em decisão de pronúncia que determinou que todos eles sejam julgados pelo Tribunal do Júri.

A nova liminar foi encaminhada ao Conjunto Penal de Vitória da Conquista, para onde o Pastor Edimar da Silva Brito já havia sido transferido.

O Pastor Edimar da Silva Brito, o Pastor Fabio de Jesus Santos e o Vigilante Adriano Silva dos Santos são acusados dos assassinatos da Pastora Marcilene Oliveira Sampaio e da sobrinha dela Ana Cristina Santos Sampaio, crimes acontecidos em Vitória da Conquista – Bahia, no dia 19 de janeiro de 2016.


Segundo o Promotor de Justiça José Junseira Almeida de Oliveira, que assinou a denúncia contra os acusados, o motivo dos crimes teria sido a saída de vários fiéis da igreja de Edimar para seguir a vítima.

Anteriormente, em 2017, por determinação do Desembargador Nilson Castelo Branco, da Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia, em Salvador, os Pastores Edimar da Silva Brito e Fabio de Jesus Santos tinham sido soltos e a condenação do Vigilante Adriano Silva dos Santos a 30 anos de reclusão anulada.

Após ser novamente preso, o Pastor Fabio de Jesus Santos foi solto no mês passado.

O Vigilante Adriano Silva dos Santos é o único dos acusados que continua preso em Vitória da Conquista.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário