últimas Noticias

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Servidor da Saúde afirma que denunciou a Bolsonaro suspeitas na importação da Covaxin


O servidor concursado do Ministério da Saúde Luis Ricardo Fernandes Miranda afirma que denunciou ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), suspeitas sobre a importação da vacina indiana contra o novo coronavírus Covaxin.
Em entrevista ao jornal O Globo publicada nesta quarta-feira (23), Luis Ricardo relata que alertou o chefe do Executivo, em um encontro pessoal no dia 20 de março, após se recusar a assinar um recibo que previa um pagamento antecipado pela importação do imunizante.
A reunião foi registrada com fotos e mensagens que serão apresentadas à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, no Senado Federal, em sessão na sexta-feira (23).
Ele afirma que apresentou a Bolsonaro um material que comprovaria que, em um documento recebido pelo servidor, houve um pedido de pagamento fora do contrato para importar três lotes da Covaxin com data próxima do vencimento.
De acordo com ele, o presidente teria se comprometido a encaminhar os indícios para a Polícia Federal (PF).
"Eu apresentei toda a documentação, o contrato que foi assinado, as pressões que estavam acontecendo internamente no ministério, e a gente levou até a casa do presidente (no Palácio da Alvorada). Conversamos com ele, mostramos todas as documentações, as pressões, e ele ficou de, após a reunião, falar com o chefe da Polícia Federal para investigar", disse Luis.

Postar um comentário

0 Comentários