ULTIMAS NOTICIAS

Ação da Polícia Militar deixa dançarina de banda de forró morta no interior da Bahia

Uma dançarina da banda de forró Sala de Reboco morreu durante uma ação policial no município de Irecê, a 470 km de Salvador. O caso aconteceu na madrugada desta sexta-feira (5/7). A vocalista, outra dançarina e o sanfoneiro também foram atingidos.
Agentes da 14ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Coorpin/Irecê) informaram que a ação envolveu guarnições da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT/Rondesp Chapada) e do 7º Batalhão da PM (BPM/Irecê). De acordo com as primeiras informações, o motorista do veículo em que a banda estava acelerou ao ver a viatura.
Ainda segundo os policiais civis, os militares da Rondesp pediram apoio aos colegas da Companhia de Emprego Tático Operacional (CETO), que atiraram contra o carro, modelo SW4. Joelma Rios (vocalista da banda); Gabriela Moura e Suelen Sodré Mendonça Pinheiro (dançarinas); e Elielson Possidônio (sanfoneiro) foram atingidos e levados para o Hospital Regional de Irecê. 
Durante o atendimento médico, Gabriela não resistiu aos ferimentos. O motorista da banda, Cláudio Pereira Batista, foi preso e levado para a delegacia. Na unidade, ele contou que estava bêbado. 
"No retorno de Lapão [município da região], o motorista percebeu que tinha um carro seguindo eles. Esse veículo não tinha o giroflex ligado e não mandou parar. Eles seguiram a viagem. Chegando próximo a um posto, foram ouvidos muitos tiros. 
A dançarina Gabi saiu já dizendo que tinha tomado um tiro. Lamentável essa situação. Joelma tomou um tiro nas nádegas e está fora de perigo. Já o sanfoneiro tomou um tiro na perna", disse o empresário da banda, conhecido como Toinho, à Rádio Líder FM. 
O comandante de policiamento da Região Chapada, coronel Valter dos Santos Araújo, confirmou a ação e disse que o caso está sendo apurado. Com informações do site Aratu Online.

Nenhum comentário