Ultimas Noticias

Filha de capoeirista morto após discussão política pede justiça: 'Desculpa não vai trazer meu pai de volta'




A filha do Mestre Moa do Katendê, capoeirista morto a facadas, durante uma discussão política na madrugada de segunda-feira (8), em Salvador, prestou depoimento no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na tarde desta quarta-feira (10). Pouco antes de ser ouvida pela polícia, Somanali Costa, falou com a imprensa e pediu por justiça. “A gente espera que a justiça seja feita, porque ele [suspeito] tirou a vida de um pai de família, um inocente”, disse Simonali. Segundo a filha do capoeirista, Moa do Katendê era uma pessoa que não tinha histórico de brigas. “Meu pai não tinha envolvimento em confusão nenhuma, se fizer uma sindicância no bairro em que ele morava, vai ver o grande homem, o mestre de capoeira, mestre Moa do Katendê. Ele só queria educar as pessoas, trabalhar com os alunos dele”, disse emocionada. “Desculpa não vai trazer a vida de meu pai de volta, não vai formalizar aquela família, que estava bonita. Uma felicidade que a gente estava”, completou. (G1/Ba)
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário