Ultimas Noticias

Brumado: 'Agiram de má-fé e arquitetaram para eu não assumir', disse Girson Ledo após posse no legislativo


                           Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste

Empossado na sessão da última sexta-feira (26) como novo vereador na Câmara de Brumado, Girson Ledo (Sem Partido), que estava na primeira suplência do então vereador Eduardo Cunha Vasconcelos (PSDB), disse em entrevista ao site Achei Sudoeste que sua posse veio em meio a um tumulto, uma vez que tentaram derrubar a liminar que lhe dá o direito de assento na Casa Legislativa. Ledo declarou que já deu para sentir a atmosfera de cobra engolindo cobra do local, pois o próprio presidente da sigla teria desfiliado todos os suplentes a sua frente no intuito de a vaga da suplência chegar até ele próprio. Durante a solenidade de posse, o presidente da câmara, Leonardo Quinteiro Vasconcelos (PDT), foi previamente interrompido pelo secretário geral, Jorge Malaquias Filho, no momento em que leria uma possível liminar de suspensão de posse de Girson Ledo, movida pelo então presidente do diretório tucano local. Liminar essa que teria sido cedida por um juiz de outra cidade. No entanto, o próprio magistrado teria julgado os trâmites como de má-fé e não concedeu o pedido. “Nunca pedi pra sair do meu partido, gosto do PSDB. Fui tomado de surpresa. Uma pessoa do partido usou de má-fé e saiu eliminando os suplentes da sigla no intuito de restar apenas ele para assumir a cadeira. Como que eu estou na primeira suplência e vou pedir pra sair do partido sabendo da possibilidade de eu assumir o posto em uma eventual necessidade? Usou de má-fé e nos deixou muito decepcionados”, declarou o novo vereador brumadense, que disse estar descortinando a sujeira nos bastidores da política brumadense.


                     Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste
Já em sua primeira fala como vereador empossado, Girson usou os 10 minutos de tempo e não declarou abertamente se fará oposição ou situação ao prefeito Eduardo Lima Vasconcelos. “Serei oposição quando projetos ou indicações ferirem os interesses da comunidade, mas também serei de apoiar quando tais projetos e indicações somarem benefícios para o bem comum”, falou. O novo integrante do parlamento também cobrou mudanças no dia e horário das sessões legislativas, que atualmente acontecem nas manhãs de sexta-feira. “Toda a comunidade trabalhando, estudando e bem no principal dia de feira da cidade,, assim impossibilita o cidadão de acompanhar o que acontece na casa da cidadania”, argumentou Ledo, que ainda leu um trecho de um recado de seu filho pedindo para se manter honesto e íntegro, pois, antes de se tornar um político, já era um respeitado cidadão de bem, com um nome a zelar na comunidade brumadense.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário