Ultimas Noticias

12 provas de que Bolsonaro não é patriota, nem honesto, muito menos cristão



O deputado Jair Bolsonaro criou uma imagem de patriota, honesto e cristão, que vai moralizar o país em nome de Deus e da família. 

Mas quer saber de uma coisa? Sua longa vida pública (afinal, são 27 anos só como deputado) mostra exatamente o contrário. Veja só:
1. Bolsonaro quer vender a Amazônia



O candidato que não cansa de dizer “Brasil acima de tudo” quer vender a Amazônia!

Bolsonaro já afirmou que vai buscar “parcerias” com países como os Estados Unidos para explorar as riquezas minerais da floresta.

E, sempre que pode, o deputado critica o “uso” da Amazônia pelos indígenas.

2. Votou pela entrega do pré-sal



Bolsonaro foi um dos deputados que votou favoravelmente à exploração do NOSSO pré-sal por petroleiras estrangeiras.
A gente sabe que quem defende o país não entrega suas riquezas. Cadê o patriotismo?
3. Já passou pelo partido mais investigado por corrupção


Bolsonaro, ao longo de sua carreira, foi filiado a nove partidos políticos, entre eles o PP, partido mais investigado pela Operação Lava Jato.
E, ao ser questionado sobre isso afirmou: “O partido recebeu propina sim, mas qual partido não recebe propina?”.
4. Foi preso e expulso do exército por ato terrorista


Antes de ser deputado profissional, Jair Bolsonaro serviu o Exército brasileiro e deixou uma péssima impressão por lá.
Um dossiê formulado pelo Estado-Maior das Forças Armadas, concluído em 27 de julho de 1990, contém documentos que definem Bolsonaro como “canalha”, “covarde” e “contrabandista”.
5. Presta continência à bandeira dos Estados Unidos
Se diz patriota e vive gritando por aí que é “o Brasil acima de tudo”, mas na verdade é subserviente aos interesses americanos e não vê a hora de entregar nosso país nas mãos de Donald Trump.
6. Admitiu que seu partido recebeu propina



O deputado apareceu na lista da JBS por ter recebido R$ 200 mil para sua campanha de 2014. 

Mas fez questão de esclarecer: “Em 2014, ninguém falava em propina ilegal”.
7. Citado na Lista de Furnas


Bolsonaro aparece na “Lista de Furnas” por ter recebido R$ 50 mil em propina.
Ele foi acusado e nunca conseguiu explicar o que seu nome fazia ali. Mas de uma coisa temos certeza: a lista é autêntica e a Polícia Federal já atestou isso.
8. Conversa suspeita flagrada no WhatsApp

A foto de uma conversa do parlamentar com seu filho Eduardo Bolsonaro pelo WhatsApp causou certa “estranheza”.
Revelada pelo fotógrafo Lula Marques, a foto mostra Jair dizendo para o filho comprar “merdas por aí”. Mas deixa claro: “não vou te visitar na Papuda”.
E termina: “Se a imprensa te descobrir aí, o que está fazendo, vão comer meu fígado”.
9. Quer distribuir armas, menos para fiscais ambientais



Bolsonaro é autor de um decreto legislativo para proibir o uso de armas por fiscais ambientais.
Sim, esse candidato que tanto quer que todo cidadão saia armado não quer que aqueles que exploram ilegalmente madeira, criam gado em áreas de proteção ambiental ou caçam animais silvestres corram perigo nas mãos de um fiscal ambiental armado.
Deu para entender?

10. Já foi flagrado em ato ilegal

Bolsonaro já foi pego praticando pesca ilegal em Angra dos Reis (RJ). Até enfrentou processo no STF.

11. Gosta de empregar parentes


Em 1999 Bolsonaro contratou para trabalhar em seu gabinete e de seus filhos uma de suas ex-mulheres, um de seus ex-sogros e uma de suas ex-cunhadas.

É claro que adora o nepotismo e votou contra o projeto que proibia a prática.


Sem dúvida, Bolsonaro é o candidato da família. A dele!
12. É contrário aos valores cristãos
O padre Julio Lancellotti, em uma de suas pregações, criticou Bolsonaro, pois ele “propõe a violência, o assassinato e o extermínio de seres humanos, […] [propõe] que o homem é melhor do que a mulher e que a mulher tem que ser submissa ao homem, isso é inaceitável no tempo em que nós vivemos”. Já defendeu a tortura inúmeras vezes e não tem vergonha de pregar violência e ódio.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário