Ultimas Noticias

Lago com água líquida é descoberto em Marte pela primeira vez

Um enorme lago foi detectado sob a superfície de Marte, o que representa o primeiro corpo estável de água líquida já encontrado no Planeta Vermelho, anunciaram cientistas nesta quarta-feira. 


Localizado a 1,5 quilômetro abaixo de uma camada de gelo no Polo Sul marciano, o lago é amplo, com cerca de 20 quilômetros de largura. A descoberta levanta a possibilidade de haver mais água e, talvez, vida em Marte, afirmam os pesquisadores responsáveis pelo estudo, publicado na revista americana "Science".

Isso nos tomou longos anos de análise de dados e provas para encontrar um bom método para estarmos seguros de que o que observávamos era inequivocadamente água líquida, disse o coautor do estudo Enrico Flamini, cientista chefe da Agência Espacial Italiana.

Segundo a publicação, os pesquisadores já suspeitavam da presença de água líquida nas calotas polares de Marte há 30 anos, mas sua existência ainda não tinha sido confirmada. 

Os cientistas observaram o Planeta Vermelho com um radar de baixa frequência da nave Mars Express, usado em busca de água líquida por mais de 12 anos. 

O conteúdo coletado entre os anos de 2012 e 2015, de acordo com a "Science", mostra evidências de que há água líquida sob uma camada de gelo no Sul do planeta.


Este é um resultado assombroso que sugere que a água em Marte não é um escoamento temporal, como foi revelado em descobertas prévias, mas sim um corpo de água persistente que cria as condições para a vida durante largos períodos de tempo, disse Alan Duffy, professor associado da Universidad Swinburne, na Austrália.

Saber se outros lugares, além da Terra, já abrigaram vida é uma das grandes perguntas da ciência e as novas descobertas oferecem evidências promissoras. A água é considerada um ingrediente fundamental para a existência de vida. 

Os pesquisadores disseram que poderia levar anos para a verificação de vida neste lago, algo que poderia inspirar uma futura missão para perfurar o gelo, a fim de coletar amostras do líquido.

Este é o lugar de Marte onde há o que mais se assemelha a um habitat, um lugar onde a vida poderia existir, disse o astrônomo Roberto Orosei, do Instituto Nacional de Astrofísica da Itália, que liderou a pesquisa. 

De fato, há organismos terrestres que podem sobreviver e se desenvolver em ambientes similares. Há microrganismos na Terra que são capazes de sobreviver inclusive no gelo. Com informações do Jornal O Globo.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário