Ultimas Noticias

La Casa de Papai: igreja se inspira em série da Netflix e “culto temático” vira alvo de piadas


La Casa de Papel é um fenômeno de audiência da Netflix no Brasil, tornando-se a série de língua estrangeira mais assistida no serviço de streaming. Com tanta repercussão, uma igreja evangélica decidiu pegar carona na repercussão e criou um culto temático inspirado na atração.






A série, produzida na Espanha, fala sobre valores opostos aos do cristianismo, com uma romantização de um pretenso crime perfeito, em que um grupo de ladrões regido por um exímio estrategista invade a Casa da Moeda espanhola, em Madri, e sequestra funcionários e visitantes. Ao longo dos episódios, mentiras, sexo explícito, promiscuidade e abuso de álcool são apresentados na narrativa.

Mesmo com tudo isso, a Igreja do Evangelho Quadrangular (IEQ) de Macapá (AP) considerou que valia a pena investir num culto temático alusivo à série voltado para jovens: “La Casa de Papai”.

“Qué comienze la fiesta! Ei Jovem! Sábado é o dia do jovem Quadrangular e preparamos algo especial para este dia e você não vai ficar de fora né? Queremos te ver lá com a gente!”, anunciou a congregação da IEQ no Facebook.

A ideia, ao que parece, foi colocada em prática por outras igrejas, que também usaram a ideia para eventos similares. A Rede Revival, de Parnamirim (RN); Primeira Igreja Batista em Santa Amélia, Belford Roxo (RJ); e a IEQ Band, em Campo Grande (MS) entraram na onda.


O banner de divulgação do evento se tornou motivo de chacota em sites de humor, memes nas redes sociais e comentários ácidos de evangélicos inconformados com a iniciativa. “Eu procuro fazer humor criticando o comportamento de alguns dentro do mundo gospel, mas tem gente que passa do limite”, opinou o youtuber cristão Kiko de La Rocha.

“Agora uma igreja resolveu atrair novos fiéis, jovens obcecados com maratonas para o seu culto. Chamada de La Casa de Papai, a ideia é louvar ao nosso Senhor, mas sem pensar em assalto a bancos”, suavizou o humorístico Não Salvo.

A febre em torno da série da Netflix é tão grande que até camisetas com a logomarca da “versão gospel” começaram a ser vendidas por páginas no Facebook. “Essa série só deu ideia errada”, comentou um internauta, referindo-se ao “culto temático”.







                                          Fonte : Gospel +


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário